Últimas

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mais 350 cristãos são mortos pelos extremistas muçulmanos do Boko Haram na Nigéria

Lideranças cristãs acreditam que se nenhuma providência for tomada, os cristãos poderão ser erradicados do país

Os extremistas muçulmanos nigerianos do Boko Haram continuam perseguindo e matando cristãos no país. Na última semana, outros 350 fiéis foram mortos.

A investida dos radicais contra os cristãos forçou o fechamento de um Instituto Bíblico e diversas igrejas. A situação é considerada alarmante e as lideranças cristãs acreditam que se nenhuma providência for tomada, o Boko Haram poderá conseguir erradicar os cristãos do país.

Leia também: ISLAMISMO PODE DOMINAR A EUROPA EM BREVE

Samuel Dalí, presidente da Igreja Nigeriana dos Irmãos (EYN) lamentou o genocídio de cristãos no país: “A violência do Boko Haram contra os cristãos vem ficando cada dia pior e nossos membros estão fugindo aos milhares da região [atacada]. Os recentes ataques em Borno e Adamawa , estados onde as nossas igrejas têm visto Boko Haram fizeram da região a base do Exército [terrorista]. Como resultado, cerca de 350 cristãos foram mortos”, narrou Dalí em entrevista ao jornal local Morning Star News.

Recentemente o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau , informou que o estabelecimento de um califado islâmico em Damboa e Gwoza, cidades dos estados de Borno e Yobe, respectivamente, além de um no estado Buni Yadi, incluindo as suas aldeias.

“Boko Haram já matou mais cristãos e queimou várias igrejas. A cada noite na sede [da entidade] nossos funcionários e suas famílias vão para a cama com corações unidos, temendo por suas vidas”, relatou o líder cristão.

Leia também: GRÃ-BRETANHA VAI DEIXAR DE SER CRISTÃ EM 2030, AFIRMA ESTUDO.

A consequência da violência perpetrada pelos extremistas muçulmanos levou os cristãos a viverem em alerta máximo, em frequente expectativa de fuga: “Isto forçou-os a estar pronto para fugir a qualquer momento, antes de um possível ataque, o que geralmente ocorre durante a noite, no escuro”, explicou Dalí.

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários informou recentemente que cerca de 5 milhões de nigerianos foram forçados a fugir de suas casas por causa dos ataques de Boko Haram em Borno, Yobe e Adamawa, regiões onde o governo nigeriano declarou um estado de emergência.

Segundo a imprensa local, líderes das igrejas nos três estados afetados Manhã contaram que a maioria dos desabrigados são cristãos.

Fonte: Gospel mais

Leia também: IGREJA PARA ATEUS EXPANDE DEPRESSA NO SUDESTE DOS ESTADOS UNIDOS.

Edu Alves
Viva uma vida de renúncia!

Se gostou deixe um comentário!

Postar um comentário

Gostou deste artigo!
Então deixe um comentário.

 
Copyright © 2014 Vida de Renúncia. Designed by OddThemes