Últimas

terça-feira, 14 de maio de 2013

Está nascendo uma nova SODOMA!


É com muita tristeza que venho trazer esta noticia sobre casamento gay que muito me choca e me enoja, não porque eu odeio os homossexuais, ou sou homofóbico não, é mais pelo fato de confrontar a essência da família tradicional, e os princípios bíblicos do qual a maior parte da população brasileira se baseia, pois a religião cristã toma conta de uma faixa de 73% da população brasileira.

Fico me perguntando, como ficará a cabeça das crianças que estão em faze de formação na sua cultura, ao passarem pela rua e avistarem dois homens se agarrando, ou duas mulheres se beijando, essas crianças que foram ensinadas que um casal deve ser formado entre um HOMEM e uma MULHER, qual será o pensamento delas? Com certeza vai nos agarrar assustadas e nos perguntar, e o que vamos explicar? vamos dizer que é a evolução humana, e que Deus criou um novo tipo de ser humano? Que Deus errou em formar um casal com a criação de ADÃO e EVA e "eles" estão querendo concertar o suposto "erro" de Deus?

Vejam o que foi aprovado pelo CNJ nesta Terça dia 14/05:

CNJ aprova resolução que obriga cartório a celebrar casamento gay em todo o país.

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) aprovou nesta terça-feira (14) uma resolução que determina que cartórios civis sejam obrigados a celebrar casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Diz o artigo 1º da resolução: "É vedada às autoridades competentes a recusa de habilitação, celebração de casamento civil ou de conversão de união estável em casamento entre pessoas de mesmo sexo".  O texto da medida diz que os cartórios também não podem se recusar a aconverter união estável homoafetiva em casamento civil. A medida vale para todos os cartórios do país.
A decisão acontece dois anos após esse tipo de união ter sido aprovada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).
Em caso de recusa do cartório, a medida prevê que o caso seja levado imediatamente para análise do juiz corregedor do respectivo Tribunal de Justiça. A medida passará a valer a partir da sua publicação no Diário de Justiça, ainda sem data para acontecer, mas que pode ser nos próximos dias. A decisão, no entanto, poderá ser questionada no Supremo.
"O conselho está aqui removendo obstáculos administrativos de uma decisão do Supremo que é vinculante [válida para as demais esferas do Judiciário]", afirmou o presidente do STF e do CNJ, ministro Joaquim Barbosa, autor da resolução.
O magistrado argumentou que a medida é necessária para garantir o cumprimento do princípio de igualdade entre os sexos. "Essa questão em torno da igualdade foi o cerne da decisão do Supremo", disse. Segundo ele, cartórios em alguns Estados têm se recusado a fazer a conversão.

A aprovação da resolução do CNJ foi aprovada por maioria (14 votos a 1). A conselheira Maria Cristina Peduzzi foi a única que votou contra alegando que caberia ao Legislativo regular a medida. Para Barbosa, seria um "contrassenso" que um projeto de lei regulasse uma decisão já tomada pelo STF.
O subprocurador-geral da República Francisco Sanseverino, embora não vote, também se posicionou contrário à proposta justificando que a decisão do STF era favorável à união estável e não ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.
O conselheiro Gilberto Martins observou também que, apesar de o Supremo ter aprovado por unanimidade a celebração de união homoafetiva no STF, três ministros (Ricardo Lewandowski, Cezar Peluso e Gilmar Mendes) se posicionaram contrários à aprovação do casamento civil, dizendo que as ações sob análise diziam respeito à união estável.

CONHEÇA OS PAÍSES ONDE O CASAMENTO GAY É AUTORIZADO

Fonte: Bol

Rogo ao meu Deus todo poderoso que não tarde em enviar seu filho amado Cristo Jesus para nos levar em seus braços para o devido descanso nos céus, pois este mundo verdadeiramente JAZ do MALIGNO, a SODOMA do futuro, onde daqui a pouco tempo não se achará mais pessoas dignas de que se dê respeito e que te dê respeito, isso já é muito claro hoje em dia, esses tipos de pessoas querem nos impor um respeito à eles mas não praticam a reciprocidade de respeitar a opinião dos outros.

E o espírito e a noiva diz vem!

Ser cristão é Viver uma vida de renúncia!
Edu Alves.

Participe, deixem sua opinião sobre este assunto! 

2 comentários :

  1. A paz irmão!
    É triste, mas é verdade. O que as pessoas precisam entender é que nós cristãos não somos homofóbicos mas somos contra o pecado, amamos o pecador e odiamos o pecado.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, é justamente essa falta de entendimento deles que nos transforma em homofóbicos, o mais triste ainda e saber que eles ganha força porque são apoiados pela política, e mais ainda, sendo financiado com os impostos que pagamos!

    ResponderExcluir

Gostou deste artigo!
Então deixe um comentário.

 
Copyright © 2014 Vida de Renúncia. Designed by OddThemes