Últimas

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Sem fantasias e à base de água, bloco evangélico desfila no Rio

Fiquei surpreso de ver uma publicação no site TERRA, onde o autor da matéria faz só elogios ao bloco de "CARNAVAL", que desfilou nas ruas da zona sul mostrando a diferença que o povo de DEUS tem na hora de se "divertir", ou seja usar o que os foliões chamam de "diversão" para pregar o evangelho, dando exemplo que todos deveriam dar.



Veja a matéria abaixo:
Fonte: TERRA


Esqueça a cena das fantasias criativas, do empurra-empurra, das filas nos banheiros e para comprar uma cerveja - aliás, o único líquido para aplacar a sede e o calor é a água. Destoando completamente do Carnaval do Rio de Janeiro, o bloco evangélico Mocidade Dependente de Deus desfilou pela zona sul da cidade pregando a palavra de Jesus Cristo.
Fiéis desfilam no bloco Mocidade Dependente de Deus, no Rio de Janeiro Foto: André Naddeo / Terra
"E a Mocidade Dependente de Deus, vem aqui para dizer, que Jesus ama você e sua vida vai mudar, só ele pode perdoar", diz o samba enredo do bloco, organizado pela Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul, que levou cerca de dois mil fiéis às ruas do Flamengo.
"Não precisamos nos esconder por trás de uma fantasia. Alegria permanente apenas com Jesus Cristo no seu coração", disse Márcia de Oliveira, membro da comunidade evangélica-cristã, que insistia para a reportagem conhecer o culto e também entrar "nessa proposta de conhecer um mundo onde se vive por algo maior".


Homem "evangeliza" morador de rua durante o desfile Foto: André Naddeo / Terra
Ao longo do caminho, não foi raro presenciar ainda outra cena inusitada do Carnaval: alguns moradores de rua eram evangelizados em praça pública. Alguns membros do bloco colocam a mão na cabeça do "escolhido" e proferiam palavras que julgavam ser de libertação.
O fato é que, ao contrário das confusões que os tradicionais e gigantescos blocos do Rio costumam causar na ordem urbana, a Mocidade Dependente de Deus se mostrou muito bem organizada em seu curto e rápido desfile, que durou menos de uma hora.
O leque com a letra do samba, onde também se podia ler que "não apenas 4 dias de folia, mas uma vida inteira de alegria, só com Jesus", na cor vermelha, proporcionava uma bonita coreografia entre os fiéis que seguiam o trio elétrico. Tudo organizado, com os próprios membros da igreja vestindo coletes para sinalizar o percurso do bloco com segurança.
Ao final do desfile, em frente à sede da comunidade, foi avisado no microfone que todos deveriam entrar rapidamente na igreja "para não atrapalhar ainda mais o trânsito". A dispersão foi rápida, já que o culto começaria logo após a folia.
Edu. Alves
Viva uma Vida de Renúncia!

Postar um comentário

Gostou deste artigo!
Então deixe um comentário.

 
Copyright © 2014 Vida de Renúncia. Designed by OddThemes